É possível que você já tenha assistido um vídeo na internet com audiodescrição, legenda ou mesmo com intérprete de LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais). Mas um único material que reúna todos esses recursos de acessibilidade só entrou no ar em agosto de 2020.

Trata-se de uma iniciativa inédita realizada pelo ator, comediante e deficiente visual, Jeffinho Farias, mais conhecido como o Cego Jeffinho do programa “A Praça é Nossa”, transmitido pelo SBT. O vídeo foi feito juntamente com o jovem empreendedor no setor audiovisual, Luiz Felipe Farias, portador de TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade).

LUUIZ  - 1º vídeo de Stand up Comedy totalmente acessível do Brasil
LUIZ FILIPE FARIA PAES

Além da novidade sobre a criação, produção e edição do conteúdo 100% acessível, o vídeo pode ser destacado por reunir exatamente duas pessoas que se enquadram como PCDs (Pessoas Com Deficiências) à frente deste projeto pioneiro.

O episódio “O Cego Vendo Futebol”, disponível no canal do YouTube do Jeffinho, conta com elementos que garantem a total acessibilidade às PCDs. O vídeo foi publicado em comemoração aos 11 anos de carreira do humorista e também ganhou a marca por ter esse carácter histórico.

“A minha ideia foi trazer luz a esse tema. Como sou comediante e palestrante, deficiente visual, já brinco com isso, faço piada, desmitifico trazendo essa questão da deficiência de uma maneira leve e bem humorada. Assim, quis dar esse passo na questão à acessibilidade fazendo com que outras pessoas com deficiência possam consumir de maneira mais plena esse trabalho”, explicou Jeffinho.

Dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontam que 24% dos brasileiros têm algum tipo de deficiência. Isso representa mais de 45 milhões de cidadãos.

primeiro vídeo Áudiobook  - 1º vídeo de Stand up Comedy totalmente acessível do Brasil
VOCÊ PODE OUVIR EM ÁUDIOBOOK
SEU ÁUDIOBOOK

São pessoas impossibilitadas de ter acesso pleno a informações, a notícias, produções audiovisuais e ou de entretenimento. Um público economicamente ativo que não é vislumbrado por grandes iniciativas culturais, mas que representa um nicho de consumo pouco explorado pelo mercado.

“A LIBRAS é a segunda língua do Brasil, portanto, um individuo surdo que é alfabetizado em LIBRAS, a partir da transmissão com este recurso, terá acesso a qualquer informação que seja passada a ele. Ela será compreendida de forma correta e objetiva. É muito importante, porque todos temos o direito a informação em todos os contextos”, explica Laura Alcântara, intérprete de LIBRAS.

LAURA 1 - 1º vídeo de Stand up Comedy totalmente acessível do Brasil
LAURA ALCÂNTARA

Desde o ano 2000 o Brasil conta com uma legislação específica (Lei Nº 10.098) que estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência.

Além disso, em 2016 entrou em vigor no país a LBI (Lei Brasileira de Inclusão), mais conhecida como o estatuto da pessoa com deficiência. Este último foi desenvolvido com base no protocolo da Convenção da ONU sobre os Direitos das Pessoas com deficiência, que aconteceu em 2006, em Nova Iorque, nos Estados Unidos.

Isso tudo quer dizer que, no papel, a acessibilidade está garantida por direito. Assim como em âmbito institucional. A Instrução Normativa nº 116, da Agência Nacional do Cinema (Ancine), publicada em dezembro de 2014, obriga a inclusão de recursos de acessibilidade nas cópias das obras audiovisuais fomentadas com recursos públicos federais.

Entretanto, na prática, inciativas como a de Jeffinho e Luiz Felipe são muito pouco exploradas. No caso de um conteúdo com todos os recursos de acessibilidade, era inédito até o episódio “O Cego Vendo Futebol” entrar no ar.

Abrir caminhos

patricia  - 1º vídeo de Stand up Comedy totalmente acessível do Brasil
PATRÍCIA SAIAGO

Para a audiodescritora Patrícia Saiago a iniciativa do vídeo produzido em parceria pelo humorista e o produtor reforça a arte como um veículo de transformação social.

“A arte faz a gente refletir, diverte. Quando inserimos a acessibilidade, estamos dando chance para que as pessoas com deficiências desfrutem daquilo que nós videntes e ouvintes, até de forma inconsciente, apreciamos quase que sem perceber. Quantas vezes assistimos a um filme que nos impacta, sendo por conta da fotografia que nos dá a vontade de conhecer aquele local, a cultura ou seja pelo próprio enredo. Então, é a arte como uma ferramenta de transformação da nossa vida”, descreveu.

Foi neste contexto que Luiz Felipe encontrou seu caminho profissional. A carreira na área de produção e edição de vídeos foi complementada pelo identificador que é o pilar da diversidade.

“Entendi que mesmo atuando com a produtora eu tinha que ter um diferencial e esse diferencial tem a ver comigo, com o momento atual, e principalmente com tudo o que eu penso e quero para meu trabalho profissional: a acessibilidade”, disse o jovem empreendedor.

Ele foi diagnosticado com TDAH ainda criança. Inclusive, Luiz Felipe, que é filho de Carlos Paes, foi e é uma das motivações para o fundador da Converger – a maior empresa de palestra de impacto do Brasil – trabalhar como palestrante e mentor de palestras.

C PAES - 1º vídeo de Stand up Comedy totalmente acessível do Brasil
CARLOS PAES

Foi a partir das experiências e desafios encontrados no percurso com o filho, que Paes entendeu qual o caminho que deveria seguir profissionalmente. Assim, estudou muito, tornou-se um especialista e criou a Converger, que reúne hoje o maior time de comunicadores de impacto do país, entre eles, Jeffinho Farias.

Para Carlos Paes, a experiência de fazer parte do desenvolvimento do primeiro vídeo de Stand up Comedy totalmente acessível do Brasil é reforçar os laços do que o leva a trabalhar como comunicador, ou seja, falar a todos.

“É muito importante um profissional que cria um vídeo com todos os elementos da acessibilidade em parceria com um jovem que tem TDAH. Essa união, a partir de recursos que eles identificam que precisaram ou precisam, é enriquecedora. E hoje, ao tomar a iniciativa de fazer algo juntos neste sentido, mostram a todos que é possível”, ressalta.

O humorista e palestrante Jeffinho Farias vê a oportunidade como uma porta que foi aberta e pode servir de inspiração para outras iniciativas. “É uma construção, um passo que eu espero que seja cada vez mais comum. E que, daqui a pouco, isso seja tão natural que não precise ser falado ou ter matéria de jornal. Haverá uma plenitude de acesso livre a informação”, deseja.

jeffinho - 1º vídeo de Stand up Comedy totalmente acessível do Brasil
JEFFINHO FARIAS

Tendência de mercado

O tema da diversidade como uma possibilidade de mercado de trabalho também é um dos assuntos que será discutido no maior congresso online e gratuito que tratará sobre o tema, o Diversidade in Job.

A primeira edição do evento acontecerá entre os dias 30 de novembro e 6 de dezembro deste ano e também contará com recursos de acessibilidade. O encontro reunirá os maiores palestrantes e influenciadores de impacto do Brasil para falar sobre a importância de um ambiente de trabalho inclusivo e que atenda a pluralidade, diferentes modos de percepção e abordagem, e a variedade que compõe nossa sociedade.

Em breve traremos aqui e nas nossas redes sociais mais informações sobre as inscrições e formas de participar.

Se você gostou deste conteúdo, compartilhe ele com os amigos. Agora, se ficou curioso para saber mais sobre o vídeo e quer mais informações sobre como incluir ferramentas de acessibilidade no seu meio de atuação, entre em contato comigo.

Deixe uma resposta

Fechar Menu